Correr é para todos. Maratona não!

Segundo St. Pierre, em um corredor que tem um pace médio entre 3:45 e 2:30 min/km, a sua cadência pode variar entre 190 e 210 ppm. Já segundo Lieberman, dependendo de como o pé aterriza no solo a cada passo (antepé ou retropé), a força de reação do solo (FRS) pode variar entre 1,5 aContinuar lendo “Correr é para todos. Maratona não!”

Um passo de cada vez

Só somos bípedes, caminhamos e corremos sobres esses dois pés graças a adaptações evolutivas que se iniciaram há cerca de 4 milhões de anos. Dentre as mais importantes, membros inferiores mais longos, rotação medial do eixo do fêmur, flexão dos joelhos, movimento pendular dos membros inferiores com mudança de centro de rotação, grandes e chatosContinuar lendo “Um passo de cada vez”

Doping por vaidade

Para quem não sabe a Eritropoietina ou EPO, também conhecida por hemopoetina é produzida por fibroblastos intersticiais nos rins e em células perisinusoidais no fígado, predominando a produção renal durante a idade adulta. A EPO é responsável por controlar a produção de glóbulos vermelhos, garantindo o transporte de oxigênio para as células do corpo. AContinuar lendo “Doping por vaidade”

Velocidade X Cadência

Para que sua performance na corrida evolua devemos levar em conta dois fatores primários: a melhora da sua condição física e o aprimoramento da sua técnica e da sua postura enquanto corre. Deixando de lado os métodos e estratégias para melhora da condição física, focaremos na técnica e na postura de corrida. Muito se falaContinuar lendo “Velocidade X Cadência”

Minha primeira prova de trailrunning

Escolhi debutar no trailrunning participando dos 50km do XC Itaipava categoria solo. Estudei muito sobre como é a elaboração de um programa de treinamento voltado para ultra distâncias e corridas de montanha, e, junto com a minha nutricionista, definimos um plano alimentar e a estratégia de hidratação e suplementação para o período preparatório e paraContinuar lendo “Minha primeira prova de trailrunning”

Um programa para cada um

Costumamos seguir o exemplo. Não existe nenhum mal nisso, quando o tal exemplo é positivo e nos torna melhores indivíduos. Infelizmente, quando se trata de exercício físico, tende-se a imitar o exemplo, sem se saber o porque. Um dos princípios mais fundamentais do treinamento esportivo é o da individualidade biológica. Ou seja, cada um éContinuar lendo “Um programa para cada um”

Faça a escolha certa

Existem tênis de corrida para todos os gostos, tipos de piso e de passada. A escolha do seu tênis deve ser feita com uma análise criteriosa e os pontos a serem levados em conta estão bem distantes do que é preconizado pelos fabricantes em geral. O American College of Sports Medicine publicou em 2014 um guiaContinuar lendo “Faça a escolha certa”

A maratona

Reza a lenda que, no ano de 490 AC, quando os soldados atenienses partiram para a planície de Marathónas para combater os persas na Primeira Guerra Médica, suas mulheres ficaram ansiosas pelo resultado porque os inimigos haviam jurado que, depois da batalha, marchariam sobre Atenas, violariam suas mulheres e sacrificariam seus filhos. Ao saberem dessaContinuar lendo “A maratona”

Canelite

A Síndrome do Estresse Tibial Medial – SETM, vulgarmente conhecida como ‘canelite’, é uma lesão típica por overuse, que acomete cerca de 14% dos corredores. Consiste de uma inflamação da tíbia, dos tendões e/ou músculos que se encontram adjacentes a esse osso, podendo evoluir para uma fratura por estresse. Existem evidências que seu surgimento éContinuar lendo “Canelite”

Treinando com temperaturas elevadas

A escolha do período do dia no qual você irá realizar seu treino é fundamental para sua performance. Existem indivíduos que se sentem mais à vontade exercitando-se pela manhã, outros à noite. Com as altas temperaturas, o melhor é fugir dos períodos mais quentes e que hajam maior incidência de raios UV. Nos climas maisContinuar lendo “Treinando com temperaturas elevadas”